Geomarketing: o que é
DestaqueDicas

Geomarketing: o que é, como funciona e por que usar na sua estratégia digital

Não pode ler agora? Ouça a matéria clicando no player:

Se a sua estratégia de marketing engloba aquelas três etapas principais (e super necessárias) — segmentar o público, compreender o cliente e melhorar, constantemente, a relação —, precisamos conversar sobre geomarketing. Pode ser que você já tenha ouvido falar desse conceito, mas certamente precisa conhecê-lo detalhadamente.

Neste post, a gente conta um pouco de tudo sobre essa estratégia que tem sido uma grande aposta do marketing das marcas de sucesso. Preparado para aprender? Então vamos lá, siga a leitura!

Você sabe o que é geomarketing?

Primeiramente, é necessário saber que, quando tratamos de geomarketing, não falamos sobre uma ferramenta, um canal e, muito menos, uma campanha. Estamos nos referindo a um conceito de uma estratégia para o sucesso.

Entendendo isso, é possível compreender a essência dessa tática: qualquer técnica de marketing que utilize a inteligência sobre localização. Nesse sentido, vale saber que o geomarketing está inteiramente ligado ao Big Data. Afinal de contas, dados como a localização do usuário são os “ingredientes principais” para a concretização da estratégia.

Conheça o Big Data

De forma rápida e bastante simplificada, podemos definir o Big Data como um conjunto de ferramentas da área da tecnologia da informação que permite capturar, analisar e catalogar informações importantes sobre o comportamento do consumidor (inclusive a localização do mesmo).

Tais dados podem ser originados por fontes bastante variadas, como check-in em redes sociais, cadastros de clientes, análise do mercado, pesquisas (online e offline) etc., ou seja, as fontes podem ser internas ou externas. O importante é que sejam verdadeiras e consequentes de estratégias seguras.

Entenda a relação entre o geomarketing e o marketing digital

Inicialmente, o geomarketing era definido como a análise de uma empresa sobre o público consumidor de uma região específica. A estratégia podia ser usada, por exemplo, para determinar qual era a área mais promissora para a abertura de uma nova loja da marca.

Porém, os tempos mudam, e o acesso à tecnologia aumentou muito. Diante desse “upgrade”, a estratégia passou a ser também utilizada dentro do marketing digital (não se esqueça de que o mercado offline também pode beneficiar-se da geolocalização, mas não de forma tão barata e simples como quando é online!).

Na era mobile, portanto, o geomarketing permite que a empresa encontre e se comunique com o potencial cliente no momento e na hora perfeita para o fechamento da compra. Um modo de comprovar isso é a possibilidade de a empresa enviar uma notificação no celular do consumidor quando ele estiver próximo da loja física da marca.

Que tal conhecer as melhores ações do geomarketing?

Agora que você já está por dentro do que é geomarketing, deve estar querendo saber como aplicar esse conceito nas ações da sua marca. Separamos estratégias superinteressantes ligadas ao assunto. Confira agora!

Utilize o geotargeting

Uma das ações mais comuns dentro do conceito do geomarketing é estratégia de segmentar o público levando em conta a sua localização do usuário. Por exemplo, se você tem uma loja de sapatos em São Paulo, por que os anúncios da sua loja física circulariam em Florianópolis?

Assim, o geomarketing permite que você filtre a divulgação da campanha para que apenas os compradores em potencial tenham acesso. No caso da nossa loja fictícia de sapatos, apenas os moradores da capital paulistana confeririam o anúncio promovido.

Essa ferramenta pode ser encontrada nas principais plataformas digitais pagas, como o Facebook Ads e o Google Adwords, que utilizam o IP dos usuários para ter acesso a informações sobre a localização do público.

Comunique-se nos momentos certos

Essa estratégia é conhecida como “geofencing” e consiste em oferecer conteúdos de acordo com a marcação do GPS do consumidor. A tática pode ser útil tanto para conquistar novos clientes quanto para fidelizar os fregueses. Vale alertar: a notificação precisa ser chamativa!

Para entender melhor o geofencing, imagine que o cliente da nossa loja fictícia de sapatos está passeando pela cidade e passará por perto da empresa. Assim que ele entrar na região próxima do nosso endereço, receberá uma notificação push no seu smartphone (podendo ser um cupom de desconto ou até uma promoção de determinado calçado).

Para concretizar essa prática, é preciso contar com um aplicativo próprio e desenvolvê-lo para enviar notificações relacionadas com a localização. Além disso, o seu cliente precisa baixar o app e aceitar o recebimento de notificações e o compartilhamento da localização.

Ofereça algo em troca

Não vá achando que o desejo de engajamento nas redes sociais é exclusivo das contas comerciais: grande parte dos perfis particulares também quer maiores visualizações e número de seguidores. Que tal utilizar isso a seu favor?

Se você está se perguntando como fazer isso, vamos contar com a ajuda da nossa loja fictícia para esclarecer. Considere que o nosso perfil do Instagram conta com uma boa quantidade de seguidores, incluindo o cliente visitante da loja. Imagine a cena:

  • aquele cliente que recebeu uma notificação no smartphone sobre o cupom de desconto, vai até a loja;
  • a vendedora, enquanto inicia o atendimento, o informa que a loja dispõe de um filtro totalmente exclusivo na página do Instagram e ainda o avisa que as melhores selfies serão repostadas pelo perfil da loja de sapatos;
  • o cliente, então, aceita o desafio e posta uma foto com o filtro personalizado com a identidade da loja, e, então, a nossa equipe de gerenciamento de mídias compartilha a selfie no nosso perfil comercial.

Perceba, nesse exemplo, como o nosso comércio seria beneficiado com uma simples foto do cliente: construção de um bom relacionamento com o freguês, engajamento nas redes sociais, sem contar na divulgação orgânica da marca.

A estratégia sugerida é chamada de geofiltro, mas há diversas outras possibilidades de troca com o cliente. Use a sua imaginação, implemente táticas eficientes e conquiste relacionamentos concretos e ainda mais duradouros com o seu consumidor!

Mas, afinal, qual é a vantagem de usar o geomarketing?

Se a sua leitura chegou até aqui, você já deve ter percebido como a estratégia de geomarketing é poderosa. Em resumo, é possível direcionar as campanhas para os clientes em potencial, melhorar a relação empresa-consumidor, polir a imagem da empresa no cenário digital e ainda aumentar o engajamento nas redes sociais.

Falando em engajamento nas redes sociais, a gente preparou um conteúdo exclusivo sobre a força das redes no inbound marketing. Continue a sua jornada de conhecimento e confira agora este novo material!

Veja também esses materiais importantes