fbpx
Branding: o que é e como criar o seu
DestaqueMarketing Digital

Branding: o que é e como criar o seu!

Branding ou Brand Management é a gestão das estratégias de marca de uma empresa, que tem como principal objetivo gerar reconhecimento no mercado em relação a seu público e concorrência. 

Ele deve despertar sensações, criar conexões conscientes e inconscientes, desenvolver ações relacionadas a seu propósito, gerar valor, identidade e posicionamento. Fatores que serão de suma importância no momento de compra. 

Reflita por um instante! Lembre-se de quantas marcas você consegue identificar apenas por cores, formas, letras ou até sons? São muitas, não é verdade? 😱😳

O branding vem sendo trabalhado pelas maiores empresas do mundo há algum tempo. Mas, engana-se quem pensa que essa estratégia funciona apenas para as grandes marcas. Esse método pode ser aplicado para qualquer tipo de negócio e traz excelentes resultados tanto a curto quanto a longo prazo. 

Ele deve ser utilizado desde o planejamento, a criação e gerenciamento dos elementos de uma identidade visual e planejamento de comunicação e marketing. 

Por isso, o branding precisa ser criado de uma forma estruturada e coordenada continuamente. 

Vamos entender um pouco mais sobre este conceito e como aplicá-lo na prática? Acompanhe e se inspire! 😉

Benefícios do branding 

Branding: o que é e como criar o seu

Freepik

Além do reconhecimento e criação de conexões, o branding pode trazer diversos outros benefícios para uma empresa. Veja a seguir quais são eles:

  • Destacar-se entre os concorrentes;
  • Construir uma marca com propósito e personalidade;
  • Aumentar a confiança do público-alvo;
  • Influenciar na percepção de preço;
  • Gerar maior valor atrelado a marca;
  • Manter o público fiel;
  • Criar identificação com as pessoas, histórias e suas causas;
  • Promover boas experiências;
  • Incentivar recomendações;
  • Aumentar a relevância no mercado;
  • Potencializar sua visibilidade, entre outros;

Diante disso, as atividades que uma marca desenvolve, desde a sua criação até a escolha de logotipo, fontes, discurso, tom de voz e valores da empresa, irão contribuir para a construção da sua personalidade.

Mas, como fazer isso? Veja no tópico a seguir 👇🏼

Como criar branding para aplicar no marketing digital

Branding: o que é e como criar o seu

Freepik

Atualmente, observamos o crescimento das mídias digitais e sua relevância na construção e divulgação de uma marca. Por isso, para se destacar é necessário criar um branding estruturado e diferenciado. 

Para te ajudar nesse processo, preparamos um passo a passo, acompanhe!

1- Analise a sua empresa 

Antes de iniciar o planejamento, faça uma pequena análise com as características predominantes da sua empresa. Reflita sobre como ela foi construída e como ela é reconhecida no mercado. 

No entanto, se você estiver começando do 0, pense em como deseja que essa visibilidade aconteça. O que você quer entregar para esse consumidor? Quais são os diferenciais que irão torná-la única! 

2- Defina um propósito

Nesse momento, será necessário refletir sobre o que faz sua marca existir? Por que ela foi ou será criada? 

Se a sua empresa foi fundada há algum tempo, procure conversar com a sua equipe, parceiros e consumidores, para entender o que motivou a criação de conexão entre vocês e descubra como essa relação foi estabelecida. 

Em alguns casos, o propósito pode ser utilizado em uma frase que acompanha o logo e acaba se tornando depois um slogan da sua marca. 

3- Promessa da marca 

Agora chegou a hora de criar um documento descrevendo todas as atividades que a empresa pretende fazer na prática para que seu propósito se torne uma realidade. 

Como por exemplo, podemos citar as marcas de cosméticos, que promovem a valorização da beleza natural, através da utilização de seus produtos. Estas empresas geralmente possuem algum certificado que comprovam a origem dos produtos naturais e apoiam instituições que preservam o meio ambiente. 

Dessa forma, a promessa de marca acaba se tornando a definição da mensagem que a empresa irá utilizar na sua comunicação. 

4- Características da marca

Nesse momento, será necessário especificar quais são as particularidades que tornam a sua empresa única. De forma simples, podemos dizer que são os valores inegociáveis que irão determinar tanto nas ações como na comunicação do negócio. Interferindo até na forma como os colaboradores exercem suas atividades.

Dessa forma, tanto o processo quanto os resultados são importantes para a construção do Branding. 

5- Defina um posicionamento 

Atualmente, os consumidores estão cada vez mais seletivos e exigentes, e na maioria das vezes cobram um posicionamento da marca perante as questões sociais que enfrentamos.

Por isso, antes de mais nada é de extrema importância definir características que tornaram o seu negócio com uma visão humanizada. 

Em segundo lugar, é necessário analisar o mercado que a empresa atua para estabelecer a visibilidade e posicionamento que ela irá ocupar perante os consumidores. 

Para isto, avalie os objetivos do negócio e veja qual o real valor da sua empresa e produto ou serviço oferecido.

Você pode focar em inovação, sustentabilidade, tecnologia, segurança, entre outras ideias. 

A partir dessa definição, todas as suas atividades e comunicações devem ser focadas nesse posicionamento, sempre destacando os seus diferenciais e pontos fortes. 

6- Desenvolva uma identidade visual

Para ganhar visibilidade e ser reconhecida, uma marca precisa ter uma representação visual, construída a partir de um logo, estilo de foto, fontes, cores, entre outros recursos.

Quanto mais alinhada ela estiver dos objetivos e posicionamentos da empresa, melhor será esta identificação e associação. 

Mas, ao contrário do que muitos pensam, o logotipo faz parte de uma identidade visual, mas não é somente isso! Existem outros elementos que precisam ser determinados, tais como:

  • Cores que serão utilizadas na comunicação visual;
  • Ícones, símbolos e ilustrações;
  • Tipografia.

Para você entender mais detalhes sobre a importância do marketing visual, acesse aqui!

7- Adeque o seu logo

Nessa etapa chegou a hora de avaliar o seu logo. Veja se os símbolos, cores e até tipografia estão de fácil observação para o ambiente online e materiais impressos. 

Para isto, pense na aplicação em diversos tipos de arquivos, e veja se a leitura está “user friendly”. Faça testes para verificar se em versões reduzidas ela também ficará com boa compreensão. 

8- Crie o seu manual de marca

Elabore um documento com todas as informações da identidade visual escolhida pela marca. Nele, devem estar todas as cores (códigos), aplicações, tipologias, símbolos, entre outros. 

9-Determine uma unidade de estilo

Selecione imagens que tenham a mesma linha editorial que você deseja adotar para a sua marca. Procure seguir um estilo com elementos pré-determinados, comunicando a mensagem que você pretende transmitir.

10- Tom de voz

O Tom de voz é a determinação das uniformidade das palavras, atitudes, valores, linguagens, posicionamentos e até valores que marcam os canais de contato com os consumidores.É através desse recurso que uma marca se expressa. 

Para isto, observe sua persona e veja quais são os seus comportamentos nos diversos canais de comunicação. Usam gírias? Jargões? Possui uma linguagem mais informal ou técnica?

Analise estes critérios com muita calma e cuidado! 

Vale ressaltar que após a definição do tom de voz, será necessário trabalhá-lo em toda a comunicação da marca, adequando aos canais, quando preciso. 

Contudo, você deve ter percebido como a gestão do Branding é complexa e envolve diversas atividades. Sem esquecer que o objetivo final de tudo isso, é atrair clientes e gerar resultados, garantindo destaque e tornando-a líder do mercado. 

Gostou desse artigo? Outro conteúdo que também pode ser útil pra você é esse: O que é ROI?


Veja também esses materiais importantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *