fbpx
GooglePerformance

O que é Google Analytics e para o que serve?

O Google Analytics é uma ferramenta de marketing gratuita que fornece dados analíticos sobre um determinado site, seja ele institucional, blog, ou e-commerce.   

Este recurso pode ser usado para avaliar estatísticas, gerar insights, resolver problemas e tornar as estratégias mais eficazes.

Para utilizá-lo basta configurar o seu site no Google Analytics, utilizando a conta do Google e seguir as orientações recomendadas. No entanto, será necessário contar com a ajuda de um desenvolvedor para colocar o código javascript dentro da programação da página.

Veja a seguir como é o painel principal desta ferramenta:

O que é Google Analytics e para o que serve

Quais informações o Google Analytics fornece?

Utilizando essa ferramenta é possível analisar:

Número de acessos do seu site – quantidade de pessoas que entraram na sua página por um determinado período de tempo. Você pode pesquisar os dados a partir das últimas 24 horas, 7, 14, 28, 30, 60 e até 90 dias. Se preferir, é possível ainda personalizar o tempo de busca. 

Fonte de acessos – aqui é possível observar quais são as origens de tráfego, ou seja, como as visitas chegaram ao seu site. Ex: através de Facebook Ads, links patrocinados ou comparadores de preço. 

Tempo de permanência – corresponde ao tempo que um usuário ficou em seu site após chegar a ele por meio do tráfego.  

Número de páginas visitadas – aqui o indicador mostra quantas vezes o site foi acessado, sem levar em consideração a quantidade de pessoas.

Ex: o mesmo internauta pode acessar o site 3 vezes durante o mesmo dia, mas o recurso irá registrar como: 1 visitante e 3 visitas. 

Página de entrada – o Google Analytics registra uma entrada para cada página quando o usuário inicia uma sessão. Desta forma, o número de entradas representa quantos usuários começaram a sessão com essa página. Ex: Home (5%), blog (20%), artigo sobre cursos (26%). 

Página de saída – Ao contrário da anterior, este dado indica qual a última página que o usuário acessou antes de terminar a sua sessão e sair do site. 

Índice de rejeição – corresponde a quantos visitantes abandonaram o seu site sem ao menos interagir com ele. 

Páginas mais visitadas – esta métrica aponta quais são as páginas que obtiveram melhor desempenho. 

Demografia – são os dados demográficos (localização, gênero, idade) dos visitantes que acessam o seu site.

Referências – aqui são apresentados os assuntos de maior relevância para os internautas que visitaram o site, no entanto, eles são divididos em categorias, como: esportes, computadores e eletrônicos, culinária e receitas, viagens, entre outros. 

Cadastros – nesta seção é possível monitorar a conversão dos formulários do seu site. 

Ligações telefônicas – Se o seu site possui muitas páginas de conversão ou uma campanha com múltiplas landing pages, com o Google Analytics é possível visualizar a quantidade de ligações que cada uma delas gerou. Ex: página de contato 30%, nossos serviços 55% e home 10%.

Visitas no estabelecimento – Este recurso só está disponível para anunciantes que têm vários estabelecimentos físicos cadastrados no Google, em países qualificados pela plataforma, e que geram um grande número de visitas ao site e a loja. 

Estes dados ajudam a entender como os acessos do site influenciaram nas visitas do seu espaço físico, como por exemplo: um restaurante, loja de móveis e decoração, hotéis, entre outros. 

Vale ressaltar que este recurso NÃO está disponível para categorias sensíveis de locais relacionados à saúde, religião, conteúdo adulto e crianças. 

Crescimento das vendas – para as empresas que têm e-commerce o Google Analytics oferece um relatório de visão geral, que fornece dados mais específicos para este tipo de negócio. Para isto, basta ter o acompanhamento de comércio eletrônico configurado. Assim será possível acompanhar as mudanças na receita, taxa de conversão e valor médio do pedido. 

Estes dados irão te ajudar a otimizar as vendas online, controlando problemas e valorizando os produtos que estão com mais sucesso! 

No entanto, se o site é institucional ou um blog, vale analisar o comportamento do usuário como um todo, deste tempo de permanência, links acessados, origem de tráfego, e muito mais. Para que assim, possa rever as suas estratégias e buscar onde pode melhor para gerar um aumento nas vendas. 

Comparativo de mercado – nesta seção, a plataforma oferece dados sobre os KPIs de comportamento do consumidor em comparação aos seus concorrentes diretos. 

Dispositivos utilizados pelos visitantes – para analisar de onde estão vindo o acesso do seu site, é imprescindível observar quais são os dispositivos utilizados por eles. Para analisar inclusive, questões técnicas que podem estar prejudicando o seu tráfego orgânico. 

Contudo, para adequar as suas estratégias de marketing e permitir melhores decisões no futuro, é recomendável observar os dados do Google Analytics pelo menos uma vez por MÊS. 

Passo a passo para instalar o Google Analytics

Se você ficou animada (o) para aproveitar as métricas extraídas pelo Google Analytics, acompanhe o tutorial a seguir que preparamos para te ajudar a configurar a ferramenta:

1- Acesse o seu perfil do Google, caso não tenha crie uma conta aqui. 

2- Depois, entre no site >> analytics.google.com

3- Clique em >> começar avaliação.

O que é Google Analytics e para o que serve

4- Em seguida, você será redirecionado para outra tela onde irá realizar as configurações da conta do Google Analytics.

O que é Google Analytics e para o que serve

5- Depois, preencha os dados da propriedade, ou seja, as informações referentes ao site da empresa que você vai cadastrar no Google Analytics. E, em seguida, clique >> em próxima. 

O que é Google Analytics e para o que serve

6- Agora, será necessário inserir as informações comerciais da empresa. Após realizar todo o preenchimento clique em >> criar. 

O que é Google Analytics e para o que serve

7- Agora, leia os termos de serviço do Google Analytics e caso esteja de acordo clique em >> aceitar. 

O que é Google Analytics e para o que serve

8- Em seguida, será exibido uma tela de pop up mostrando as formas de comunicação do Google Analytics. Aceite as opções que fizer sentido para você e clique em >> salvar

O que é Google Analytics e para o que serve

9- Posteriormente, você será direcionado para o painel geral do Google Analytics. Clique em >> Fluxo de dados e adicione qual plataforma deseja monitorar.

O que é Google Analytics e para o que serve

10 – Preencha com a url do site e o nome do fluxo que você deseja criar. Depois, clique em >> criar fluxo.

O que é Google Analytics e para o que serve

11- Prontinho! Agora basta pegar o código gerado pelo Google Analytics e encaminhar para o desenvolvedor que cuida do seu site.

O que é Google Analytics e para o que serve

Por fim, vale ressaltar que após a inserção é possível monitorar se o código foi devidamente inserido na programação, para fazer isso basta observar o status:

O que é Google Analytics e para o que serve

Gostou desse artigo? Outro conteúdo que também pode ser útil pra você é esse: Conheça 10 ferramentas do Google


Veja também esses materiais importantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-summit 2022