fbpx
Telegram Web
Redes Sociais

Telegram Web promete mudanças!

Os aplicativos de troca de mensagens instantâneas estão cada vez mais presentes dia após dia. Ganhando relevância no mercado, eles são praticamente equivalentes às outras mídias sociais, quando se analisa o número total de usuários.

Atualmente, os dois mais conhecidos são o Whatsapp (com aproximadamente 2 bilhões de membros) e o Telegram (com 500 milhões). No entanto, esse segundo vem buscando novas atualizações e tecnologias para conquistar um público altamente conectado e ganhar mercado frente ao concorrente. 

Dentre as diversas vantagens que esse tipo de ferramenta oferece, podemos citar: a criptografia, que protege o conteúdo das mensagens trocadas e a variedade de formatos aceitos, que vão desde mensagens escritas, arquivos em áudio, imagens e até as chamadas via app que não consomem os dados móveis, ao utilizar uma rede Wi-Fi. 

Com o auxílio de ferramentas conectadas à internet, os internautas costumam usar estes aplicativos para entretenimento e trabalho.

Lançado em 2013, na Rússia, o Telegram foi criado pelos irmãos Nikolai e Pavel Durov. No Brasil, a plataforma ganhou popularidade em 2015, quando o Whatsapp foi bloqueado por uma ação na justiça. Nessa época, o Telegram chegou a ganhar mais de 1 milhão de usuários brasileiros em poucas horas. 

Baseado na nuvem, a ferramenta pode ser utilizada nos smartphones, tablets, computadores e também na versão web, ou seja, o usuário pode conversar direto do navegador, usando o teclado e o mouse. 

Atualizações em fase de implementação

Para ganhar mercado frente a principal concorrente e ainda conquistar os usuários mais exigentes, o Telegram está trabalhando com novos recursos para a sua versão web. 

Lançada recentemente, as novas funcionalidades estão sendo testadas com duas versões e nomes diferentes. O Telegram WebK e o WebZ.

Apesar dos dois apps apresentarem interfaces bem similares, existem algumas diferenças sutis entre eles. Entre as principais funcionalidades, podemos citar:

  • Os aplicativos para web agora suportam animações e figurinhas.
  • A versão web também pode ser utilizada em qualquer smartphone, pois a empresa se preocupou em programar recursos que fossem adaptáveis para qualquer tamanho de display. 
  • O Telegram WebZ não permite ativar notificações no Windows e não oferece um atalho na barra de endereços. No entanto, você pode clicar no menu flutuante de três pontos do Chrome e adicioná-lo como um atalho ou favorito.
  • O WebZ apresenta uma interface mais moderna, com menos espaço em branco. E o usuário também pode usar papéis de parede de uma única cor, o que não está disponível na outra versão.
  • O WebK possui um atalho de instalação rápido na barra de endereços e conta com a funcionalidade de enviar notificações. Vale ressaltar, que a página de configurações de privacidade não funciona. 

Por fim, vale destacar que o Telegram resolveu lançar duas versões para o mesmo app web em decorrência de um concurso que realizou com diversos desenvolvedores para descobrir qual deles iria entregar a melhor versão web para os seus usuários.

Nesse momento, os dois apps chegaram na fase final e estão sendo testados. No entanto, a empresa pode mudar isso em breve, se perceber que os internautas acabaram escolhendo um modelo específico em sua grande maioria. 

Como testar as novas versões do Telegram Web

Se você é usuário do Telegram e ficou curioso para usar estas edições do app, basta acessar o site oficial do Telegram e buscar pela aba “Web Apps”. 

No entanto, se você quiser acessar as versões por link direto, clique nos tópicos abaixo:

Contudo, vale lembrar que as versões estão em fase de teste e desenvolvimento, por isso podem apresentar instabilidade ou até algum bug. 

Gostou desse artigo? Veja mais novidades sobre as redes sociais, clicando aqui.

 


Veja também esses materiais importantes