fbpx
Saiba se seu CPF está entre os 223 milhões vazados
Notícias

Saiba se seu CPF está entre os 223 milhões vazados

Como se o vazamento de mais de 220 milhões de CPFS não bastassem, foi descoberto que também há uma base de mais de 40 milhoes de dados de empresas, visto que no ultimo levantamento em novembro de 2020 temos pouco mais de 19,7 milhoes de empresas ativas no Brasil, o que nos leva a crer que os dados são de empresas ativas e também de empresas já encerradas.

Nesses dados constam CNPJ, nome dos sócios, e-mails, telefones, dividas vinculadas ao CNPJ e até mesmo o SCORE (nota de crédito da empresa), e muito mais.

Todos esses dados estão a venda na internet por hackers em troca de bitcoins, e geralmente quem compra esses dados, podem usa-los para criação de documentos falsos em busca de alguma fraude ou golpe.

Todas as investigações até o momento apontam que o vazamento aconteceu de uma base da Serasa, porém eles negam que sejam a fonte desse vazamento.

Já existe alguma forma de sabermos se os nossos dados realmente estão nessa lista?

Se você quer saber se foi afetado pela falha de segurança, tem um novo site que permite realizar essa verificação rapidamente chamado de FuiVazado!.

De maneira simples e rápida, o site permite que o usuário verifique se dados pessoais apareceram em algum dos vazamentos e checa mais de 37 itens, como numero de documentos, escolaridade, dados financeiros e até fotos.

Para acessar e verificar se os seus dados estão vazados é só acessar fuivazado.com.br

Esse site para checar quais os meus dados foram vazados é seguro?

O código do site foi aberto pelo desenvolvedor na plataforma GitHub, possibilitando a analise do código fonte desse site, justamente para verificação da segurança.

Tecnicos em T.I afirmam que não há nenhum recurso que consiga armazenar registros dos usuários que fazem a consulta de seus CPFs no site. Dessa forma, não há qualquer indicação que o site! esteja coletando informações de usuários com o pretexto de ajudar a descobrir se eles foram vítimas do megavazamento da semana passada.

Veja também esses materiais importantes