fbpx
o que são gatilhos mentais
Marketing Digital

O que são gatilhos mentais? E como aplicar no marketing digital?

Se você trabalha com redes sociais ou é um heavy user, com certeza já ouviu falar sobre os gatilhos mentais. Mas, provavelmente, ainda tenha dúvidas sobre o termo e suas aplicações.

Gatilho mental é uma expressão que se popularizou para indicar: princípios psicológicos inconscientes, que exercem influência na tomadas de decisões de uma pessoa, ou seja, são estímulos que provocam sensações em nosso cérebro e nos levam a tomar uma ação desejada, como por exemplo, uma aquisição de um produto ou serviço.

Como assim? 🤔

O cérebro humano nunca para de tomar decisões. E isso acontece muitas vezes de forma “automática” sem que as pessoas percebam o que está ocorrendo, como por exemplo, uma piscada de olho ou até mesmo o processo de respiração. 

Esse comportamento do cérebro também é notado com experiências reincidentes. Onde ele cria atalhos para tomar medidas sem ter que passar por um raciocínio crítico e gastar mais tempo.

Mas como você pode usar isso para vender? Como aplicar os gatilhos mentais no marketing digital? Leia esse artigo que você terá resposta para estas perguntas e ainda vai reunir muitos insights para começar a usar agora mesmo! 

Onde utilizar os gatilhos mentais?

Geralmente encontramos esse tipo de recurso aplicado em publicações das redes sociais e em blogs. Mas, ao contrário do que se imagina, os gatilhos mentais podem ser utilizados em diversas ferramentas de marketing digital. 

Selecionamos a seguir, 5 canais onde essa estratégia tem gerado excelentes resultados, acompanhe!

📎E-mail marketing 

Engana-se quem acredita que essa ferramenta já está ultrapassada. Atualmente, ela continua sendo muito assertiva, tendo em vista que segundo pesquisas 92% da população adulta costuma utilizar o e-mail frequentemente.

Seja para converter um novo lead ou para reativar a relação com consumidores, os gatilhos mentais podem ser utilizados para chamar a atenção para que este leitor realize alguma ação.

Você pode usar esse recurso no assunto do e-mail ou até no corpo. O segredo é adaptar a linguagem e conteúdo o mais próximo possível das “dores” que possam ser apresentadas pela sua persona. 

📎Páginas de vendas

Esta página web tem como principal objetivo expor os produtos ou serviços que a empresa oferece, gerando uma conversão. 

Utilize os gatilhos mentais nesse local para evidenciar os benefícios, características e outras razões que possam conquistar esse consumidor a efetivar a compra.

📎 Landing pages

Tendo em vista que quando um lead entra na sua landing page já possui o interesse de conversão.

Você deve usar gatilhos mentais integrados a sua estratégia de conteúdo. Aplicando CTAs irresistíveis, links patrocinados e se possível automatização de marketing. 

📎Newsletter

Criada com indicações de artigos e novidades da empresa, a newsletter é um excelente canal para se relacionar com leads e clientes de uma forma despojada. Pois, ela reforça a autoridade da marca e também pode gerar tráfego para outras ferramentas como Instagram e Youtube.

Por isso, os gatilhos mentais nesse caso, devem ser utilizados para manter o público mais próximo e influenciar na tomada de decisões que possam interessar para a estratégia da empresa, virando um ponto de contato a longo prazo. 

📎Conteúdo de valor

Fundamental em toda estratégia de marketing digital, os conteúdos produzidos para redes sociais, blogs ou até mesmo ebooks, devem conter gatilhos mentais para deixar os materiais mais ricos e visar os objetivos que a empresa possui ao divulgar essas informações. 

Vale ressaltar que os gatilhos mentais também podem ser usados em lançamentos, negociações, palestras, reuniões e demonstrações de produtos. 

7 exemplos de gatilhos mentais que funcionam no marketing digital 

O que faz as pessoas escolherem o seu produto ao invés de outro? 🤔

Para convencer alguém a comprar o seu objeto ou serviço, é necessário vender a ideia de que aquilo é o que a pessoa precisa. E para isto, é indispensável utilizar uma argumentação lógica, para construir uma ideia na cabeça do outro. 

No entanto, em alguns casos poderá ocorrer uma certa resistência para aceitar esse pensamento do outro. Mas, existem algumas formas de entrar pela “porta dos fundos” do cérebro humano para conseguir conquistar essas pessoas, utilizando o gatilho mental certo, veja a seguir alguns exemplos para te inspirar!

1- Reciprocidade 

mãos cumprimentando

Fonte: Freepik

Considerada por alguns especialistas como um dos gatilhos mentais mais fortes que guiam nossas tomadas de decisão. O princípio da reciprocidade determina que devemos retribuir com favores e concessões quando alguém nos faz uma gentileza ou retribuição.

A amostra grátis, é um clássico exemplo, eficiente e com grande sucesso. Nessa estratégia, ao mesmo tempo que você expõe o público as qualidades do produto, ela é considerada também como um presente. 

Outra forma de aplicar essa estratégia é usar a técnica de rejeição, seguida de recuo. Onde se oferece um serviço que provavelmente o seu cliente irá rejeitar, e depois a empresa faz uma concessão como forma de retribuição.

Por mais curioso que isso seja, essa técnica é muito interessante e aumenta e muito as chances de um lead aceitar a proposta. Primeiro porque a pessoa acredita que definiu a negociação e passa a sentir mais pressionada a cumprir e segundo porque como a pessoa não aceitou o primeiro pedido ela sente-se com vantagens quando a empresa recua e aceita seu pedido menor. Provocando uma sensação de satisfação.

2- Escassez

mulher indicando com a mão

Fonte: Freepik

Esse gatilho mental se apoia no princípio de que oportunidades parecem ser mais valiosas à medida que ficam menos disponíveis.

As pessoas costumam se motivar mais pelo medo de perder algo do que pela vantagem de ganhar alguma coisa de mesmo valor. 

Dessa forma, quando você usa termos como: “últimas unidades disponíveis”, “Corre, que está acabando” ou “Promoção válida por tempo limitado”, é provocado uma reação no cérebro humano, que os cientistas chamam de “Reatância Psicológica”.

Assim, quando a escassez limita o acesso a um determinado produto ou serviço, as pessoas procuram reagir contra essa interferência, buscando adquirir o item o mais rápido possível.

3- Compromisso e coerência

equipe dando as mãos

Fonte: Freepik

O gatilho do compromisso e coerência se apoia na reação do cérebro de que quando tomamos uma decisão, diversas pressões internas e externas nos induzem a manter essa escolha.

Consequentemente, para cumprir a integridade, as pessoas têm uma tendência natural de manter o acordo assumido. 

Alguns profissionais de marketing utilizam desse gatilho como ferramenta de persuasão para mexer com a autoimagem dos clientes com quem negociam. 

4- Aprovação Social

curtidas

Fonte: Freepik

Este gatilho está fundamentado na opinião alheia. No qual, as pessoas tomam decisões a partir do que os outros acham que é correto.

Quanto mais indivíduos acharem aquela solução ideal, maior a chance de convencer alguém de adquiri-la.

Esse gatilho pode ser usado para vender produtos ou até serviços. Onde o conteúdo irá informar o que outras pessoas acharam em relação a este item. 

Isso acontece porque quando estamos inseguros com uma decisão, nossa tendência é buscar nos outros um respaldo para escolher qual caminho seguir.

Vale lembrar que este gatilho ganha ainda mais força quando os indivíduos são conhecidos, ou possuem um comportamento semelhante. Como por exemplo, podemos citar as campanhas que abordam depoimentos como: “gente como gente”, “somos todos iguais”, “eu sei como se sente”, entre outros. 

5- Autoridade

carimbo

Fonte: Freepik

Muito eficaz, esse gatilho mental se apoia no fato de que, quando precisamos processar informações específicas que fogem da nossa zona de conforto, é muito comum recorrermos a opiniões de autoridades nessa área.

Desde criança, aprendemos a obedecer professores e familiares. Assim, nosso cérebro se condiciona a ter essas referências em um momento difícil.

E isso pode ser muito positivo, por dois motivos. O primeiro é que descobrimos que, geralmente, a sabedoria e os conselhos das autoridades nos direcionam para escolhas sensatas. E o segundo, está relacionado às recompensas ou punições que quando crianças recebemos destas pessoas. 

Portanto, somos condicionados a entender que obedecer a uma autoridade é gratificante. Assim sendo, nosso inconsciente provoca uma submissão a estas referências. 

6- Afeição

mulher com smile

Fonte: Freepik

Não é novidade que temos uma tendência natural a aceitar os pedidos de quem conhecemos e gostamos. Quando temos algum vínculo social com quem está indicando algum produto ou serviço, a possibilidade de adquiri-lo duplica. Assim, esse vínculo torna-se muito mais relevante do que até o próprio produto. 

As pessoas tendem a gostar de pessoas semelhantes, nos mais variados aspectos: aparência, personalidade, estilo de vida, local de origem, opiniões, entre outros. Por isso, utilize estes recursos para se aproximar do seu público-alvo.

Outro elemento que pode ser explorado são os elogios. Todo mundo gosta de um “biscoito”, não é verdade? 

De forma inconsciente quando alguém faz elogio, interpretamos que aquela pessoa gosta de nós. E isso pode ser um estímulo muito poderoso e assertivo para provocar uma reação positiva de forma involuntária.

Se aproxime e valorize as relações com a sua persona. As pessoas gostam de coisas que são familiares e que tenham proporcionado uma experiência positiva.  Quanto mais vezes ela estiver em contato contigo, melhores serão as possibilidades de ela adquirir o produto ou serviço que você oferece. 

7- Novidade

novidade

Fonte: Freepik

E quem gosta de uma novidade levanta a mão? 👆🏽

Assim como você, as pessoas adoram testar novos produtos ou soluções. 

A ciência explica essa reação! 😯 Quando somos expostos a uma novidade, há um aumento de dopamina no cérebro. E esse neurotransmissor emite uma sensação de recompensa que é enviado para o corpo humano.

Para aplicar essa estratégia utilize termos que valorizem as características, melhorias ou atualizações do seu produto ou serviço. Como por exemplo, podemos citar as campanhas que apresentam frases como “Lançamento do produto X”, “Novidades em breve”, “Já conferiu o nosso novo recurso”.

Por isso, invista nesse gatilho para estimular a curiosidade e descoberta do seu público-alvo.

Viu como os gatilhos mentais podem ajudar e muito a sua estratégia de marketing digital? 

Para saber mais sobre técnicas de copywriting, clique aqui. 


Veja também esses materiais importantes

1

Comments
  1. Leia, vale a pena 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *