Mídias Sociais: como me tornar especialista

As mídias sociais geraram um novo tipo de conhecimento para as áreas de marketing, publicidade e até para a psicologia. Porém, muito além dos variados comportamentos humanos, essas redes de relacionamento são importantes oportunidades de negócios e de promoção para empresas e marcas.

No mercado de trabalho, por exemplo, a profissão de social media ganhou muito destaque por apresentar profissionais especializados na geração e aplicação de estratégias, publicação e atendimento nas redes sociais.

Profissionais de diferentes áreas como as de jornalismo, marketing, publicidade e psicologia estão interessados em se especializar nessa área para atuar como social media e criadores de conteúdo.

No mercado atual, ainda há a atuação de profissionais de baixa qualificação ou até mesmo sem um curso específico para atuar nessas mídias, mas o que vale para a empresa contratante é a capacidade de gerar conteúdos relevantes e gerar resultados para marcas e clientes.

Neste artigo falaremos mais sobre como alcançar mais conhecimentos nessa área de atuação profissional.

As mídias sociais

Quando falamos em plataformas de relacionamentos sociais na internet, comumente, falamos de Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, Pinterest, entre outras que permitem a conexão, a proximidade e a interatividade entre os usuários.

No meio dessa interatividade as marcas de empresas e de celebridades podem fazer parte da conversa veiculando conteúdos, soluções e links direcionados para, naturalmente, apresentar seus produtos e serviços.

Essas atividades têm demandado cada vez mais o trabalho de profissionais especialistas e dedicados a identificar as estratégias, o público certo e a abordagem correta.

Como me tornar especialista?

Uma pessoa formada em comunicação social, marketing, publicidade e propaganda e até mesmo cinema pode sentir mais facilidade para se especializar nessa área.

Outros profissionais formados em informática e psicologia também buscam se profissionalizar nessa área como forma de obterem um novo caminho profissional para as suas vidas.

Oportunidades de trabalho

Sabemos que novas oportunidades surgiram nos últimos dez anos com o crescimento da utilização das redes sociais. Principalmente, pela utilização das redes sociais pelas empresas.

Normalmente, as áreas de conhecimento ligadas à comunicação é uma das mais selecionadas para empregar profissionais nesse setor, desde que também apresentem outras habilidades para ajudar empresas e marcas a se posicionarem no ambiente virtual.

Em certas situações, empresas e corporações ainda não sabem como selecionar as ferramentas certas para encontrar as soluções certas.

Em outras situações, contratações erradas podem colocar em risco os objetivos da empresa e a reputação da marca na internet.

Histórico profissional

Para se tornar um especialista de peso em projetos de mídias sociais para empresas e corporações, não é exigido apenas ter realizado um curso. Apresentar pleno domínio de conhecimento em diferentes áreas pode ser um diferencial.

Conhecimento sobre as ferramentas

Além de conhecer as mídias como Twitter, Facebook e Instagram, muito além de saber abrir e gerenciar um perfil pessoal é importante dominar outros tipos de aplicativos e programas digitais para formatar publicações e análise de dados.

Muito dificilmente, um profissional não especializado em diferentes ferramentas será selecionado para trabalhar nesse setor numa empresa.

Geralmente, acontece da agência de comunicação ainda não muito especializadas em marketing digital contratar um graduado em propaganda e marketing para atuar nessa área como “analista de redes sociais”.

Mas, as agências mais especializadas, além da formação acadêmica, também visam identificar outras habilidades e domínios em outras ferramentas que possam ajudar a otimizar o planejamento e as execução nessas mídias.

Aprofundando os conhecimentos

Para se tornar um especialista em rede social e nas devidas ferramentas necessárias, é exigido conhecimento técnico em métricas e cases de sucesso de outras marcas concorrentes.

Esse nível de conhecimento é adquirido por pessoas que possuam grande interesse em redes sociais e sabem praticar os ensinamentos no dia a dia.

No caso de otimização de conteúdo, por exemplo, a pessoa pode se desenvolver dominando recursos para blogs e táticas para melhorar um artigo para os resultados de motores de busca como o Google.

Para profissionais iniciantes, pode ser indicado procurar por profissionais que já atuam na área para conhecer os melhores caminhos e não cair no erro de atuar no departamento errado.

Competências

Inicialmente, para se tornar num especialista em mídias sociais, é indicado desenvolver competências e aprimorar os talentos já existentes.

Dentre as competências destacamos a de escrever bem, de saber se comunicar e ter facilidade para leitura. No primeiro passo, essas competências são muito exigidas, principalmente, para não ter dificuldades para se comunicar na Internet.

Outra competência muito valorizada é a de visão estratégica e foco para inovação. Geralmente, fazer o que os outros já fazem pode não ser difícil, mas fazer além da repetição pode exigir visão inovadora por parte do profissional.

A inovação

O profissional não pode ter medo de inovar, de pensar fora da caixa, de criar algo diferente e enxergar além da linha horizonte. Essa postura inovadora é um diferencial que vai muito além da resposta repetitiva de um profissional da área que atua na empresa.

Sendo assim, a inovação é primordial para criação de algo diferente e de alta qualidade que permite enxergar fora da caixa, sendo um ótimo caminho para o especialista em redes sociais.

Encontrando as melhores soluções

O profissional também deve ter a capacidade de identificar e aplicar as melhores ações online na estratégia de comunicação da marca, do produto e da empresa.

Focar nos resultados é importante. Porém, saiba que as agências não confundem a função de especialista em mídia social ou “social media” com as tarefas de um designer, assessor, RP, marketing, redator, revisor, entre outros profissionais.

Integração

É importante também ter visão profunda sobre as atividades que compõem o projeto de comunicação da empresa, lembrando que as atividades também são complementares.

A importância da especialização

Em média, a especialização tem sido cada vez mais importante para as empresas e contratantes. Lembrando que esse tipo de profissional pode atuar na área de comunicação interna, numa agência digital e em outras empresas digitais.

Fontes de conhecimento

É essencial que esse profissional goste de ler, de pesquisar e tenha forte interesse em tecnologias.

O profissional deve conhecer as principais ferramentas aplicáveis às redes sociais, gostar muito de internet e estar sempre conectado. É importante conhecer cada tipo de mídia, identificar a finalidade, o público que domina e saber gerar estratégia para manter sua marca com força.

Esses conhecimentos ajudarão na atividade do profissional, e no seu desenvolvimento na empresa.

Existe faculdade para a área?

Não existe curso universitário para social media. Talvez o profissional encontre cursos de extensão, cursos profissionalizantes e até pós-graduação na área.

Independente da área de formação do profissional, ele precisa compreender a integração da comunicação no meio digital com a comunicação do meio tradicional, buscando relacionar os os objetivos do negócio e com a cultura da marca.

Foco no cliente

Ao trabalhar numa agência ou no setor de comunicação e marketing de uma empresa, esse profissional precisa sempre focar no cliente. Compreender o comportamento do cliente potencial e as tendências de consumo do mercado ajudam bastante.

Facilidade de comunicação

Esse profissional precisa ter facilidade de comunicação, ser um bom comunicador é uma importante competência para profissionais que sonham em atuar na área de mídias sociais, considerando que essas plataformas são importantes para a comunicação de uma empresa ou marca e para melhorar o relacionamento com os clientes.

A profissão recente

Sabemos que essa profissão é recente, geralmente as empresas possuem dificuldades para encontrar e selecionar bons profissionais na área.

As empresas esperam que profissional tenha capacidade para gerar engajamento, ter a habilidade de analisar dados, e saber reconhecer as necessidades dos clientes.

Engajamento

Como falamos anteriormente, a capacidade de criar engajamento é fundamental para esse profissional. Postar algo e atrair o interesse das pessoas e medir esse interesse através de curtidas e comentários é fundamental.

É importante ter criatividade para gerar contato e interatividade entre marca e consumidor melhorando o relacionamento com clientes.

Conclusão

Portanto, se tornar um especialista em social media requer estudos, dedicação e aquisição de experiência no mercado.

A presença de empresas e de projetos comerciais nas plataformas digitais tem sido crescente, esse crescimento tem gerado a busca nas empresas por bons profissionais qualificados para ajudarem a atingir os melhores objetivos de mercado.

Além de uma boa graduação, o profissional pode se especializar buscando por cursos de profissionalização e de pós-graduação, sempre se reciclando como profissional.

Por outro lado, as empresas podem treinar seus funcionários e mantê-los sempre atualizados. Nas redes sociais, o cliente potencial precisa sentir que existe algum profissional responsável por aquele canal de comunicação na rede social.

Dessa forma, compreendemos que, de uma lado, temos um mercado em franca expansão e do outro a necessidade de formar melhores profissionais cada vez mais especializados.

Se você tem interesse em tecnologia e possui facilidade para comunicação, você poderá encontrar um novo caminho profissional nesse segmento de atuação profissional.

Atualmente, as empresas buscam por profissionais que possam gerar soluções muito além do esperado e com a capacidade de antecipar problemas e criar soluções.

Neste artigo, apresentamos os principais caminhos para um profissional se especializar em mídias sociais, e todos os desafios que envolvem o profissional e a empresa no mercado.