E-mail marketing: como criar boas campanhas na empresa
DestaquePerguntas Frequentes

E-mail marketing: como criar boas campanhas na empresa?

Você sabe o que é e-mail marketing? De modo simplificado, podemos dizer que é toda a comunicação feita por e-mail realizada entre uma companhia e seus clientes ou contatos diretos. Com o objetivo de enviar promoções, anúncios, conteúdos e de cultivar um relacionamento com o receptor, o e-mail marketing é uma poderosa ferramenta que, se bem trabalhada, pode gerar resultados positivos.

Para criar boas campanhas na empresa, é preciso ter em mente que a mensagem certa deve chegar ao receptor certo no momento certo. Ao pensar desse modo, não tem erro.

A seguir, elaboramos alguns tópicos que devem ser levados em consideração ao fazer um plano estratégico de e-mail marketing para a empresa. Vale destacar que os resultados são provenientes das respostas e das ações dos receptores da mensagem, por isso, é essencial que o trabalho seja bem feito para não se tornar um investimento sem retorno. Boa leitura!

Estratégia de e-mail marketing

Sabe aqueles e-mails que enchem a nossa caixa de entrada e que não abrimos por nada? São eles que devem ser evitados. É importante ter em mente que a mensagem apropriada deve chegar a um determinado receptor no momento adequado. Para existir êxito, devem ser elaboradas estratégias de e-mail marketing de acordo com os prospects captados em diferentes etapas do funil de vendas.

Funil de vendas

No funil de vendas temos, pelo menos, três etapas da jornada do consumidor, que são elas:

  • conhecimento;
  • consideração;
  • decisão.

Topo de funil: fase da consideração

Na primeira etapa, o conhecimento é proveniente de quando o usuário chega até a sua empresa por uma necessidade que ele encontra. Geralmente, essa fase é impulsionada pelos famosos buscadores, como o Google.

Em uma situação hipotética, o usuário irá acessar o seu site por meio de um blog post, que no final do conteúdo do texto terá um box para que ele deixe o seu e-mail para receber mais conteúdos sobre o assunto, ou até mesmo uma tela de captura de leads, os famosos pop-ups. A partir desse momento, o usuário deixa o seu e-mail. Chegou a hora de começar a criar vínculos com ele, com a intenção de fazê-lo virar cliente.

Tipo de conteúdo de e-mail marketing — topo do funil

No primeiro contato com o prospect recém-chegado, é interessante que já exista uma aproximação. Uma dica é o e-mail ser nominal sempre, em todas as etapas do funil.

O conteúdo do e-mail marketing deve ser atrativo e com um tom informativo, para o usuário entender que está falando a mesma língua que ele e quer resolver o seu problema.

No final, é importante existir um CTA (call to action), que induz o usuário a clicar em determinado link para conhecer mais sobre a “solução” do seu problema, que no caso seria o produto ou serviço de sua empresa. É tudo uma questão de relacionamento. A empresa deve criar laços para quem envia o e-mail: por isso a estratégia de marketing deve ser uma ação contínua, dia após dia.

Pop-ups e telas de captura de leads

Por meio de pop-up e telas de captura de leads, é possível saber exatamente o que determinada pessoa procura. Após ter essa informação, é necessário trabalhar ao longo dos e-mails marketings conteúdos para envolver esse prospect, fazendo-o se interessar pelo seu serviço ou produto. Antes de mais nada, conteúdos informativos são importantes para começar porque é por meio deles que o usuário tem o primeiro contato com a solução do seu problema.

Quando um possível lead entra em contato com a empresa por uma página de captura, por exemplo, já é possível saber o seu interesse. Além disso, é possível analisar suas respostas em relação aos e-mails.

Meio de funil: fase da consideração

Durante a consideração, o cliente está pesquisando qual é a melhor opção para si mesmo. Podemos dizer que a internet é um ambiente ilimitado de informações que podem ser encontradas por questões de segundos. Uma forma de se diferenciar é alimentar esse cliente sobre informações úteis sobre o que ele está pesquisando, de modo a passar confiabilidade.

Tipo de conteúdo e-mail marketing — meio de funil

Os conteúdos devem ser informativos, com dados específicos, para que ele tire todas as suas dúvidas de modo claro. É interessante apostar em dados, infográficos, vídeos, podcasts, planilhas.

Nessa fase, ele já está quase decidido ou não a tomar alguma decisão. Use um CTA que leve o prospect a saber mais sobre o seu produto específico.

Fundo de funil: fase da decisão

Durante a fase a decisão, o prospect já está decidido a avaliar o seu serviço. Ou seja, já está quase decidido a fechar com a sua empresa.

Tipo de conteúdo e-mail marketing — fundo de funil

O prospect já está convicto de que o seu produto é o que ele necessita. Por meio do e-mail, deve-se dar um “empurrãozinho” final para fechar com a sua empresa. Apresente detalhes do produto ou serviço. É interessante apresentar algumas recomendações positivas de quem já usou serviços da empresa, como forma de passar credibilidade.

Resultados positivos

O segredo para criar boas campanhas é investir em conteúdos alternativos, que chamem a atenção de quem está recebendo o e-mail, por meio de assuntos interessantes, que induzem a abertura da notificação e de conteúdos em diferentes formatos. Outro ponto primordial para uma boa estratégia de e-mail marketing é direcionar a quem recebe esses conteúdos: para isso, é preciso ter um banco de dados com contatos de inúmeras pessoas — os mailings — que se encaixam no perfil determinado para receber aquele e-mail.

Sete dicas para criar boas campanhas de e-mail marketing

A seguir, listamos sete dicas para ajudar a empresa a criar boas campanhas de e-mail, como:

  1. defina o objetivo principal;
  2. conheça a jornada do cliente;
  3. segmente a base;
  4. capriche no design do e-mail;
  5. vá direto ao ponto;
  6. crie um assunto chamativo;
  7. personalize o e-mail.

Mensuração de resultados

Depois dessa fase, é possível analisar as respostas em relação aos e-mails enviados. Alguns dados que podem ser analisados são: abertura de e-mail, verificação se foi feita alguma ação em relação ao CTA, entre outros.

De modo geral, com a função de manter relacionamentos com usuários que já têm alguma proximidade com uma marca ou que se interessam por conteúdos divulgados em seus canais, o e-mail marketing é um ótimo recurso a ser explorado.

Para uma estratégia eficaz de e-mail marketing, deve ser trabalhada a propagação de conteúdos de acordo com o público que vai recebê-la. Distribuídos ao longo do funil de vendas, os assuntos dos e-mails são dos mais variados possíveis, porém têm a mesma finalidade em comum: manter relação com os interessados da marca e promover que alguma ação seja tomada, geralmente por um CTA (call to action).

Agora é a sua vez de colocar em prática os conhecimentos de como criar boas campanhas de e-mail marketing.

Se você gosta desse tipo de assunto, vale a pena conferir o artigo de como gerar leads pelas redes sociais e nutri-los por meio do e-mail marketing!

Veja também esses materiais importantes