fbpx
DestaqueRedes SociaisSocial Media

Como segmentar público no Facebook ADS?

Atualmente o volume de conteúdos nas redes sociais é muito grande, a concorrência pela atenção do internauta está cada vez maior. Por isso, para ter resultados significativos é preciso investir em anúncios. No entanto, para que eles desempenhem de forma assertiva é necessário elaborar um planejamento e um estudo das dores e interesses desse possível consumidor. 

Após essa etapa, é preciso também estruturar mais um quesito de extrema importância: a segmentação do público. Não adianta nada você impactar um número grande de pessoas se elas não estão envolvidas com o setor e principalmente como objetivo da marca. Dessa forma, é necessário emitir a mensagem ideal para as pessoas certas e no momento perfeito!

Com um bom direcionamento de público, é possível otimizar os resultados com um orçamento adequado para a realidade de cada empresa. 

No entanto, muitas pessoas não conhecem todas as possibilidades de segmentação do Facebook, ou apresentam dúvidas sobre esse assunto. Por isso, para te ajudar nessa missão, preparamos esse artigo para você entender um pouco mais sobre esse tema. Confira! 

Quais são os tipos de públicos do Facebook?

Existem diversos tipos de personas que podem ser classificados em uma campanha no Facebook ADS. No entanto, para cada situação ou objetivo, uma delas é indicada. Veja a seguir as características e funções de cada uma. Acompanhe! 

Público Personalizado

Esse tipo de público agrupa as pessoas que já entraram em contato com a sua empresa, em algum momento, mas que por alguma razão deixaram de consumir ou apenas visualizaram o conteúdo e foram embora.

Os anúncios de lançamentos de novos produtos ou serviços podem ser direcionados para esse tipo de persona. Por isso, eles são de fundamental importância para uma estratégia digital. 

Este público pode ser classificado a partir de duas origens:

Fontes Próprias > nessa categoria são agrupados os perfis de pessoas que entraram em contato com a marca através de uma visita em um site ou aplicativo, lista de clientes cadastrados ou ainda interações em atividades offline. 

Fontes do Facebook > internautas que visitaram a sua página ou perfil do Instagram, ou ainda interagiram com vídeos, formulários de contatos e eventos dessas mídias.

Veja a seguir como eles são distribuídos no gerenciador de anúncios: 

público personalizado

Como você pode observar, a categoria ainda permite selecionar diversos tipos de opções de segmentação de acordo com a origem, anteriormente descrita. Veja a seguir as principais características dos itens: 

Site 

Se você possui o pixel do Facebook instalado, é possível criar diversos tipos de o público-alvo de acordo com o tipo de tráfego, ou seja, você pode agrupar as pessoas em uma mesma categoria a partir do comportamento realizado no seu website.

Para acessar essa função, você deve selecionar a opção site, dentro da categoria de público personalizado. A partir desse momento, será necessário escolher mais uma opção de segmentação, de acordo com os critérios descritos abaixo: 

1- Todos os visitantes do site;

2- Pessoas que visitaram o site;

3- Visitantes por tempo gasto.

Vale ressaltar que quanto maior for o volume de acessos do seu site, maior será o alcance das campanhas que serão destinadas a esse público, e consequentemente, melhor serão os resultados. 

Lista de clientes 

Se a sua empresa possui algum catálogo de clientes, essa opção de segmentação pode ser muito útil para você.

Para criar esse público, é preciso ter apenas o nome e o e-mail destes possíveis consumidores. 

Disponibilize essas informações em arquivo CSV ou TXT na plataforma. Posteriormente, o Facebook irá analisar esses contatos com a base de usuários da própria mídia social e irá combinar esses dados, criando uma lista online personalizada. 

Atividades em aplicativos 

Você também poderá criar um público segmentado a partir de dados de um aplicativo. No entanto, para fazer esse tipo de personalização a sua empresa precisa ter um app que esteja funcionando e com acesso frequente.

Dessa forma, será possível transmitir os dados para a plataforma do Facebook e posteriormente usar estas informações para a configuração de uma campanha de publicidade. 

Nesta lista, você poderá incluir: pessoas que abriram o app, usuários que cadastraram informações de pagamentos, fizeram alguma compra ou ainda completaram alguma etapa. 

Vídeo

Dentro da categoria, ainda é possível criar um público de acordo com o envolvimento com os vídeos publicados na plataforma. Incluindo filmes veiculados no feed, nos stories e em outros posicionamentos das ferramentas. 

No entanto, na criação dessa segmentação é necessário determinar um número de dias em que as pessoas irão permanecer nessa lista, pois, após esse prazo elas serão removidas, a não ser que elas se envolvam com os vídeos novamente. 

Conta do Instagram

A ferramenta também oferece a possibilidade de desenvolver um público personalizado com pessoas que interagem com o Instagram veiculado ao Facebook.

Dessa forma, é possível agrupar:

  • Pessoas que visitaram o perfil da conta;
  • Internautas que se envolveram com as postagens ou anúncios;
  • Públicos que enviaram mensagens para a sua conta;
  • Seguidores que salvaram seus posts ou anúncios. 

Vale ressaltar que para fazer esse tipo de utilização, a conta do Instagram precisa ser classificada como de uso profissional, como de criadores de conteúdo ou empresas. 

Página do Facebook

Você também poderá criar um público segmentado a partir do envolvimento de qualquer internauta com a sua página. Seja através de: 

  • Visitas; 
  • Postagens e anúncios, durante o último ano;
  • Interações com botões ou chamadas para ação;
  • Mensagens enviadas; 
  • Posts salvos. 

Esse público é de fundamental importância para a estratégia de marketing digital, pois, eles já estão envolvidos com a marca, por isso, fica mais fácil de impactá-los.

Público Semelhante (Lookalike)

público semelhante 02

Essa segmentação de público deve ser utilizada para os perfis que desejam adquirir uma audiência nova. 

Dessa forma, a ferramenta permite alcançar pessoas com características similares aos públicos que são de interesse da marca, de acordo com a audiência personalizada já cadastrada na plataforma. Ou ainda, através da interação de seguidores com o Facebook ou Instagram da empresa. 

No entanto, vale ressaltar que se você em algum momento comprou seguidores ou adicionou perfis de forma genérica e sem nenhum critério, esse tipo de estratégia pode ser prejudicada. 

Público Salvo

público personalizado

Após fazer a segmentação com públicos personalizados e semelhantes, chegou a hora de salvar uma lista mais refinada, utilizando os dados já obtidos dessa audiência engajada. 

Nesse direcionamento mais detalhado você vai precisar preencher:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Faixa Etária;
  • Idiomas;
  • Interesses;
  • Comportamentos;
  • Dados demográficos, entre outros. 

Vale lembrar que dados precisam ser cadastrados manualmente, mas o próprio Facebook irá oferecer algumas sugestões. 

Através dos filtros da ferramenta, ainda é possível eliminar algum tipo de público da segmentação como por exemplo: pessoas que já curtiram a página, responderam aos eventos ou ainda fizeram algum tipo de interação. 

O público salvo é  mais amplo e menos qualificado. Por isso, você pode alcançar menos resultados com esse tipo de estratégia, no entanto, o custo para essa persona é relativamente mais baixo do que nos outros casos.  

Público de anúncio especial

público semelhante

O público de anúncios especiais foi criado para proteger as informações existentes de pessoas com comportamentos e dados mais sensíveis.

Essa medida foi tomada também para prevenir fraudes, como: fake news, discriminação de gênero ou racial e ainda discursos de ódio. 

Dessa forma, quando os seus anúncios se enquadram nas categorias especiais como: oportunidades de emprego, crédito, moradia, temas sociais e propagandas políticas, o público deve ser criado nessa modalidade de segmentação ou ainda na categoria de personalizado, para que você consiga veicular a campanha sem nenhum problema. 

Assim, o Facebook conseguiu limitar as pessoas que não querem ter acesso a esse tipo de temática. 

E aí aprendeu tudo sobre segmentação? Quer ver mais dicas para obter excelentes resultados no Facebook ADS, então clique aqui!

 

 


Veja também esses materiais importantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *