fbpx
mulher com a mão na boca
DicasRedes Sociais

Como a cultura do cancelamento pode afetar a minha marca?

Se você é heavy user de redes sociais ou trabalha com marketing digital, com certeza, você já ouviu falar sobre a cultura do cancelamento. É possível que você até já tenha cancelado alguém ou pode ter sido alvo desse fenômeno. 

Nos últimos dias, esse termo voltou ainda mais para os holofotes do mundo digital e midiático por conta das discussões sobre o reality show do momento.

E ao contrário do que muitos pensam, o termo “cultura do cancelamento” surgiu há alguns anos como uma forma de chamar a atenção para causas como justiça social e preservação ambiental, para dar voz a grupos minoritários e oprimidos. 

Com o passar do tempo, as pessoas foram ficando cada vez mais envolvidas com esse tipo de ação, e alguns temas passaram a ser cada vez menos tolerados pelos internautas.

Mas afinal, o que é “cancelamento digital” ? Como ele pode prejudicar minha marca? Como evitar? Nesse artigo, vamos explicar melhor sobre essas e outras dúvidas em relação a esse tema. 

O que é cultura do cancelamento?

Esse termo refere-se a um comportamento no ambiente digital, onde ocorre uma “exclusão” da sociedade contra pessoas ou empresas que cometeram algum erro através de comentários equivocados ou atitudes contraditórias. 

Em outras palavras, podemos dizer que trata-se de um manifesto ou boicote para um determinado indivíduo ou grupo, promovendo uma espécie de “punição” pelo ocorrido, que pode ser temporário ou definitivo. 

Esse comportamento passa a ser exposto para um número muito maior de pessoas através de menções, hashtags ou até comentários. Com o objetivo de desgastar a imagem do indivíduo ou empresa que cometeu o erro. E muitas vezes, não dá a oportunidade do “cancelado” se defender da situação que originou tudo isso.

Na prática, um usuário de redes sociais, observa ou presencia um ato que considera errado, registra em vídeo ou foto e posta em suas redes sociais, marcando a empresa ou a figura pública. 

Dessa forma, o internauta denuncia o ato e promove a disseminação da informação, amplificando o alcance da mensagem. Em muitos casos, em questão de horas, o post normalmente já foi visto e replicado por diversas outras pessoas, tornando- se viral.

Essa atitude é bastante diferente dos comentários maldosos que eventualmente costumamos ver na internet. Esses atos são geralmente coordenados para provocar perdas significativas na vida de quem cometeu o erro. Podendo ameaçar a segurança, o emprego, a reputação, os recursos financeiros, entre outros.

Atores, cantores, influenciadores, atletas, políticos e até empresas conhecidas mundialmente estão sujeitas a serem canceladas, caso façam algum comentário controverso ou preconceituoso. 

Anitta, Gabriela Pugliesi, Neymar, Britto Jr. e MC Gui são alguns exemplos de pessoas que passaram por esse tipo de situação.

No entanto, vale ressaltar que as atitudes provocadas por esse comportamento podem favorecer o desenvolvimento de um impulso positivo e importante na autoeducação. Ou seja, pode gerar debates, discussões e trazer à tona assuntos que são importantes para toda uma comunidade, combatendo preconceitos e desigualdades. 

Qual a relação entre cultura do cancelamento e empresas? 

O avanço das tecnologias e do ambiente digital provocou uma mudança na forma como as empresas passaram a se relacionar com os seus consumidores. 

Atualmente, o comportamento desses clientes tem papel fundamental no planejamento e tomada de decisões de uma marca. Ele pode afundar ou impulsionar um produto ou serviço com simples ações. Isso porque eles têm amplo poder sobre a informação que consomem e divulgam.

Como essa relação entre empresa e consumidor está cada vez mais próxima, é esperado que antes de realizar uma compra, ele procure pesquisar sobre a empresa desejada em busca de identificação de valores, opiniões e posturas, fazendo com que a decisão não seja apenas racional, mas também emocional. 

Por isso, as empresas precisam ter atenção na criação de toda a estratégia, fazendo uma análise crítica sobre quais bandeiras que vai defender ou não. É preciso ser coerente com as escolhas conceituais e práticas. 

Isso significa que se a empresa participar de uma campanha contra racismo mas não contratar negros nos seus processos seletivos, será vista como contraditória e incoerente. 

Da mesma forma, é necessário muito cuidado na escolha de influenciadores que irão representar a sua marca, pois, as opiniões e posturas dessas personalidades precisam estar de acordo com as políticas internas da marca e com o gosto geral dos seus consumidores. 

Essas análises provocaram uma mudança interna dentro das empresas, onde as organizações precisam se atualizar para acompanhar as evoluções constantes da sociedade e repensem grande parte de suas práticas. 

É necessário destacar também que a sua empresa precisa estar atenta para que interpretações equivocadas não prejudiquem a sua marca. Evitando situações que possam gerar exposição desnecessária e negativa. 

Por isso, no tópico a seguir vamos abordar algumas dicas para evitar o cancelamento. Confira!

Como evitar o cancelamento da minha marca?

Atualmente, todos nós estamos vulneráveis a esse comportamento. Por isso, marcas, influenciadores, e até mesmo os anônimos precisam tomar cuidado com o que divulgam em suas redes.

Para evitar interpretações inadequadas ou cometer erros em sua postura digital, separamos a seguir algumas dicas de boas práticas nas redes sociais. Veja:

1- Desenvolva uma estratégia inteligente e coerente de branding.

2- Muito cuidado ao adotar um posicionamento, suas ações devem sustentar as opiniões da empresa.

3- Seja cauteloso na contratação de influenciadores. Eles precisam transmitir os mesmos pontos de vista que a empresa defende. 

4- A imagem da empresa reflete quem ela é e o que ela pensa. Tenha cuidado com publicações, imagens, conteúdos e parcerias.

5- Se atualize continuamente. Faça pesquisas para entender o que o seu público pensa, fala e faz para manter uma postura simples e próxima. 

Gostou desse conteúdo? Quer entender melhor qual tipo de conteúdo os seus fãs gostam, clique aqui. 

 

Veja também esses materiais importantes