fbpx
ClubHouse: aplicativo para criação de salas em audio
AtualizaçõesDicas

Clubhouse: Por que você precisa de um Convite?

Provavelmente você está desejando um convite para participar do Clubhouse ou está comemorando o acesso, pois, foi bastante trabalhoso conseguir entrar.

Nessa última semana, o que mais ouvimos falar foi sobre o Clubhouse, que de forma bem resumida, podemos definir como uma rede social restrita à áudios.

Essa rede social nasceu no vale do silício nos Estados Unidos, em abril de 2020, portanto possui apenas 10 meses.

Nos últimos meses, o app tem recebido grandes investimentos, em dezembro de 2020 foram aplicados 100 milhões de dólares, e em janeiro de 2021, a empresa atingiu o valor de mercado de 1 bilhão de dólares.

O Clubhouse está disponível apenas para o iPhone e para participar é necessário receber um convite de um usuário já ativo.

O que chama bastante atenção é a simplicidade do aplicativo, onde você navega por salas onde estão acontecendo conversas dos mais variados assuntos, e você pode ouvir as conversas nessa sala, ou participar do bate-papo, é muito similar a versões de grupos no Facebook, ou os antigos sites de chat dos anos 90 e 2.000, onde todas as pessoas da sala podiam conversar.

Alguns pontos que eu gostaria de destacar é no princípio de responsabilidade em que a rede social provoca, onde uma pessoa ao ser convidada, fica vinculada automaticamente a pessoa que fez o convite, onde caso alguém faça algo contra as políticas da plataforma, ambos são banidos (o convidado e quem convidou), ou seja, as pessoas só vão convidar para a plataforma pessoas nas quais realmente tenham convívio e sentem um mínimo de confiança.

Existe algum motivo para essas limitações?

Vale lembrar que o Instagram e várias outras redes também começaram assim.

O início de um aplicativo precisa ser testado, e testes em menor escala costumam dar ideias para os desenvolvedores melhorarem o sistema antes de lançar para todos.

Isso porque há uma menor quantidade de modelos de aparelhos com o sistema operacional iOS (são apenas 21 modelos de iPhone) comparados ao Android que somam atualmente 18 mil modelos de celulares.

E os convites seguem a mesma linha, é uma forma de controlar quantas pessoas podem entrar no aplicativo, e assim não sobrecarregar o sistema.

O Clubhouse pretende atingir qual tipo de usuário?

O aplicativo vem com uma proposta bastante interessante de comunicação, porém nesse primeiro momento está muito ligado ao networking e troca de conhecimentos, ou seja, é mais propício para um público mais experiente, relevante, que tem interesse em trocas de ideias e aprendizados, afinal o aplicativo cresce e propõe conversas.

Brincando com a questão do TikTok, podemos dizer que o Clubhouse é tipo o TikTok para quem nasceu nos anos 80 e 90.

E você já conseguiu acessar o Chubhouse? Conta para a gente como tem sido sua experiência?

 


Veja também esses materiais importantes